Curitiba

Ladrões invadem escola e urinam em sala de aula

É o sexto assalto em menos de um ano ao Colégio Padre Carmelo Perrone

Por fim, antes de fugir os bandidos ainda urinaram em uma das salas de aula da instituição (Foto: Reprodução/Câmeras de Segurança)

 

Ladrões invadiram o Colégio Padre Carmelo Perrone, em Cascavel, no oeste do Paraná, durante a madrugada desta sexta-feira (12). Já é o sexto assalto em menos de um ano.

De acordo com a direção da escola, os bandidos levaram dois computadores, dois projetores, uma máquina fotográfica, pen-drives, caixa de som e um gravador.

Por fim, antes de fugir, os bandidos ainda urinaram em uma das salas de aula da instituição.

Assista ao vídeo:

Leia mais:

Envie seu comentário

Comentários (0)

Sobrinho mata tio em disputa por uma televisão em Betim

Antônio José foi socorrido ainda com vida pelo filho Vanderson Melo para o Hospital Regional de Betim, mas não resistiu aos ferimentos

Disputa por uma televisão fez com que um sobrinho esfaqueasse e matasse o tio (Foto: Ilustrativa/Pixabay)

 

*Do R7

A disputa por uma televisão fez com que um sobrinho esfaqueasse e matasse o tio, no bairro Citrolândia, em Betim, na região metropolitana, a 31,4 quilômetros da capital na noite de quinta-feira (11). Geraldo Rosa da Silva, de 46 anos, emprestou uma TV para o tio Antônio José de Melo, de 62 anos, mas resolveu pedi-la de volta.

Geraldo, que estava embriagado, foi até a casa do tio à rua Ari de Brito, 20, no bairro Vila Rica. Irritado com a recusa do tio de lhe entregar o aparelho, Geraldo, que trazia uma faca, desferiu dois golpes do abdômen de Antônio José. De acordo com testemunhas, Geraldo anda sempre com uma faca e ameaça todos pelas ruas do bairro.

Antônio José foi socorrido ainda com vida pelo filho Vanderson Melo para o Hospital Regional de Betim, mas não resistiu aos ferimentos. Geraldo foi preso em flagrante e confessou o crime. Depois de autuado em flagrante na delegacia de plantão de Betim.

Leia mais:

Envie seu comentário

Comentários (0)

Presos escalam muro e fogem de presídio no interior do Paraná

Detentos usaram cobertores para fazer uma corda e ter acesso ao solário

Unidade prisional, com capacidade para oito pessoas, abrigava 62 detentos no momento da fuga (Foto: Ilustrativa/Pixabay)

 

Durante a madrugada desta sexta-feira (12), dez presos fugiram da cadeia de Alto Paraná, no noroeste do Paraná, depois de escalar os muros do estabelecimento prisional.

Os detentos usaram cobertores para fazer uma corda e ter acesso ao solário. A Polícia Civil chegou a tomar providências para evitar uma possível tentativa de resgate de presos, mas mesmo assim a fuga ocorreu.

A unidade prisional, com capacidade para oito pessoas, abrigava 62 detentos no momento da fuga.

Apenas um agente penitenciário trabalhava no local.

Leia mais:

 

 

Envie seu comentário

Comentários (0)