Curitiba

Denarc deflagra operação contra 'delivery de drogas' na região oeste

Cinco pessoas foram presas em flagrante e devem responder por tráfico e associação criminosa

Foram apreendidos R$ 4 mil em dinheiro, balanças de precisão, celulares e 2 kg de maconha (Foto: Polícia Civil)

*Com informações da Polícia Civil

Cinco pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira (11) em Santa Terezinha do Itaipu, na Região Oeste do Paraná, suspeitos de participação em um esquema de ‘delivery’ de drogas.

A Operação Delivery Santa foi deflagrada pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc).

Durante a operação foram apreendidos mais de R$ 4 mil em dinheiro, duas balanças de precisão, 12 aparelhos celulares, dois quilos de maconha divididos em pequenas porções, uma bucha de cocaína e um notebook.

Foram expedidos e cumpridos 11 mandados de busca e apreensão. Os cinco suspeitos, com idades entre 19 e 51 anos, devem responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Duas pessoas ainda são consideradas foragidas. Dois rapazes, de 20 e 26 anos, que respondem pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. 

De acordo com o delegado responsável pela operação, William da Rocha Assunção, as investigações duraram cerca de três meses. “O grupo costuma atuar exatamente como um disque-drogas. Durante os três meses de investigações mais de 200 quilos de entorpecentes foram apreendidos, além da confecção de vários termos circunstanciados de usuários de drogas”, contou a autoridade policial.

A operação ainda contou com apoio da Delegacia de Homicídios, Grupo de Diligências Especiais (GDE), K9 da Receita Federal, K9 da Polícia Militar e Denarc de Cascavel.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Suspeitos de roubo milionário em Maringá são presos em SC

Grupo especialista em roubo de alto valor, levou mais de R$ 1 milhão em equipamentos náuticos

Homens apresentaram identidades falsas (Foto: PRF)

Três suspeitos de participação no furto a uma loja de equipamentos náuticos em Maringá, na região norte do Paraná, foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na manhã desta sexta-feira (11) na BR-101, em Palhoça, em Santa Catarina.

No dia 30 de julho, o trio entrou pelo telhado do estabelecimento, desativou o sistema de monitoramento e roubou mais de R$ 1 milhão em equipamentos, incluindo oito jet skis, dois quadriciclos, motores de popa e carretas náuticas.

Segundo a PRF, os agentes abordaram um Hyundai Sonata com placas de São Paulo e suspeitara da documentação apresentada pelo motorista. Após consultar os dados, os policiais descobriram que o homem de 36 anos havia apresentado uma carteira de motorista falsa.

Outros dois passageiros, de 24 e 31 anos, estavam dentro do carro e o mais velho também apresentou carteira de identidade falsa. Os agentes também encontraram no interior do carro R$ 5 mil de origem desconhecida.

Os três ocupantes possuem mandados de prisão por participação em vários furtos e assaltos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. O passageiro de 31 anos é considerado o líder de uma quadrilha que se especializou em roubos a produtos de alto valor. Ele costumava apresentar documentos falsos para dificultar a sua identificação. A esposa dele já havia sido presa em Maringá, no dia 5 de agosto, quando também apresentou documento falso.

A mesma quadrilha também é acusada de ter participado de uma fuga na Delegacia de Teutônia (RS), em dezembro de 2009.

Os três detidos foram encaminhados à Superintendência da Polícia Federal em Florianópolis, juntamente com o dinheiro encontrado. O veículo foi retido pela PRF.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Mulher é presa após enviar filha recém-nascida a orfanato pelo correio

Caso bizarro aconteceu na China; bebê teve quadro de desnutrição, foi encaminhada para um hospital e passa bem

Bebê estava envolvida em sacos plasticos (Foto: Weibo/Reprodução)

Uma mulher de 24 anos foi presa pela polícia chinesa sob a acusação de abandono infantil. Na última semana, ela colocou a filha recém-nascida em uma embalagem plástica e enviou para um orfanato pelo serviço de correio na cidade de Fuzhou, região sudeste da China.

O entregador percebeu que algo estava se movendo dentro do pacote e se assustou ao abrir o envelope. Fazia aproximadamente 37ºC no dia em que o caso aconteceu e a menina teve um quadro de desidratação.

O bebê foi levado para um hospital e está fora de perigo.

O assunto foi um dos mais comentados na redes sociais da China. Os internautas pedem uma punição severa para a mãe.

Veja também:

Russo coloca bebê em perigo para ganhar curtidas em rede social; veja vídeo

Envie seu comentário

Comentários (0)